MEN’S CULTURISMO CLÁSSICO

Critérios de Culturismo Clássico

Enquadramento na relação Altura/Peso, massa muscular com volume harmonioso, definição e profundidade. Densidade, proporção entre o tronco e os membros inferiores e simetria entre os segmentos (lado direito e lado esquerdo). Nesta categoria, o atleta deve apresentar um físico “alongado”. As estruturas corporais básicas (tronco e pernas) são menores comparativamente ao Culturismo.

ELIMINATÓRIA – No caso da categoria ter mais de 15 atletas inscritos, será realizada uma eliminatória onde os juízes escolherão os 15 melhores atletas, sem dar classificação.

As poses obrigatórias são: duplo bícep frente, expansão dorsal de frente, peito de lado, duplo bícep de costas, expansão dorsal de costas, tríceps de lado e abdominais e pernas.

RONDA 1 – Serão seleccionados os 6 melhores atletas, avaliados com classificação.

As poses obrigatórias são: duplo bícep frente, expansão dorsal de frente, peito de lado, duplo bícep de costas, expansão dorsal de costas, tríceps de lado e abdominais e pernas.

RONDA 2 – Os 6 melhores atletas, classificados anteriormente, terão uma nova avaliação. O painel de juízes poderá sofrer alterações e as classificações antigas serão descartadas.

As poses obrigatórias são solicitadas.

COREOGRAFIA – Após terminar a Ronda 2, os atletas têm 60 segundo para realizarem uma apresentação coreográfica.

Proporções peso/altura por categoria:

Até e inclusive 1,68 m >>  Peso Máximo = Altura (cm) – 100 + 0 kg

Até e inclusive 1,71 m >>  Peso Máximo = Altura (cm) – 100 + 2 kg

Até e inclusive 1,75 m >>  Peso Máximo = Altura (cm) – 100 + 4 kg

Até e inclusive 1,80 m >>  Peso Máximo = Altura (cm) – 100 + 7 kg

Acima de 1,80 m >> Peso Máximo = Altura (cm) – 100 +9 kg

Acima de 1,90 m >> Peso Máximo = Altura (cm) – 100 + 10 kg

Acima de 1,98 m >> Peso Máximo = Altura (cm) – 100 + 13 kg

Limites de Peso Culturismo Clássico

Altura (cm) Peso (KG) Altura (cm) Peso (KG) Altura (cm) Peso (KG)
168 68 179 86 190 99
168,5 70,5 179,5 86,5 190,5 101,5
169 71 180 87 191 102
169,5 71,5 180,5 89,5 191,5 102,5
170 72 181 90 192 103
170,5 72,5 181,5 90,5 192,5 103,5
171 73 182 91 193 104
171,5 75,5 182,5 91,5 193,5 104,5
172 76 183 92 194 105
172,5 76,5 183,5 92,5 194,5 105,5
173 77 184 93 195 106
173,5 77,5 184,5 93,5 195,5 106,5
174 78 185 94 196 107
174,5 78,5 185,5 94,5 196,5 107,5
175 79 186 95 197 108
175,5 82,5 186,5 95,5 197,5 108,5
176 83 187 96 198 109
176,5 83,5 187,5 96,5 198,5 111,5
177 84 188 97 199 112
177,5 84,5 188,5 97,5 199,5 112,5
178 85 189 98 200 113
178,5 85,5 189,5 98,5    

Culturismo Clássico Sénior
. Até 168 cm;

.Até 171 cm;

. Até 175 cm;

.Até 180 cm;

.Acima de 180 cm.

O apuramento das classificações será realizado da seguinte maneira:

. Ronda Eliminatória sem classificação;

. Classificação da primeira ronda descartada;

. Classificação do físico multiplicada por 2;

. Classificação da coreografia multiplicada por 1;

. Total das classificações do atleta: classificação do físico + classificação da coreografia;

. O atleta vencedor é aquele que tiver menor classificação.

Tangas:

O tecido é indiferente e a cor poderá ser brilhante. O dorsal (número de cada atleta em competição) deve ser afixado na parte frontal esquerda do atleta.

Anomalias:

Ginecomastia, deformidade muscular e assimetria severa levará à perda de pontos. Na melhor das hipóteses, até ao top 5 poderá haver atletas com ginecomastia. Se houver algum juiz a dar 3º lugar a um atleta com este problema, esse deverá ser punido.

Tatuagens e Pintura:

As tatuagens não são proibidas. É da inteira responsabilidade do atleta se o desenho que tiver dificultar a visualização e análise do físico por parte dos juízes. As tintas permitidas em qualquer competição IFBB devem ser aquosas e não devem manchar ou escorrer. Caso contrário, o atleta poderá ser desclassificado.

FORMA DE EXECUÇÃO DAS POSES PASSO A PASSO (Ordem Correcta):

Duplo Bícep de Frente: Em pé, de frente para os juízes, com umas pernas a 40-50 cm de frente e de lado, o atleta irá levantar os braços ao nível dos ombros e flecti-los pelos cotovelos. As mãos devem estar fechadas e com os punhos (cerrados) virados para baixo, de modo a causar uma contracção muscular nos bíceps e antebraço, que são os principais grupos musculares avaliados nesta pose. Além disso, o atleta deve tentar contrair ao máximo os outros músculos, considerando que os juízes estão a observar e a analisar todo o corpo do atleta, da cabeça aos pés.

Expansão Dorsal de Frente: Em pé, de frente para os juízes, com os pés alinhados e as pernas afastadas até 15 cm de distância, o atleta deverá apoiar os punhos fechados na cintura ou nos oblíquos, a fim de expandir os músculos dorsais. Ao mesmo tempo, deve tentar contrair ao máximo os restantes músculos. É estritamente proibido puxar a tanga de competição para cima, de modo a criar apoio para suster as mãos ou punhos, e de modo a tentar deixar mais visível os músculos da parte interna da coxa.

Peito de Lado ou Peito de Um dos Lados: O atleta pode escolher o seu melhor lado para fazer esta pose, a fim de mostrar, além do melhor peito, o melhor braço. Desta forma, ele vai ficar com o lado escolhido voltado para os juízes e vai flectir o braço, que está mais próximo dos juízes, para uma posição com ângulo recto, com o punho fechado e com a outra mão vai segurar no pulso. A perna do lado escolhido deve ser flectida no joelho e apoiada nos dedos dos pés. O atleta deverá expandir o peito e fazer pressão com o braço que está flectido de modo a contrair os bíceps o máximo possível. Ele também deverá contrair os músculos da coxa, especialmente o bícep femoral, e, pela pressão que exerce na perna flectida, os gémeos.

Duplo Bícep de Costas: Em pé, de costas para os juízes, o atleta irá flectir os braços e os pulsos, como na pose de Duplo Bícep de Frente, e também colocar um pé atrás e para o lado, repousando sobre os dedos dos pés. A distância deve ser de 40-50 cm. Ele deverá, então, contrair os músculos dos braços, os músculos dos ombros, da parte superior e inferior das costas, dos músculos posteriores das pernas e também os gémeos.

Expansão Dorsal de Costas: Em pé, de costas para os juízes, o atleta vai colocar as suas mãos na cintura com os cotovelos abertos, e com os pés afastados em linha recta cerca de, aproximadamente, 15 cm de distância um do outro. Ele deve, então, contrair o dorsal e expandi-lo de forma eficaz para obter a maior amplitude e largura possíveis. O atleta deve fazer um esforço para, mesmo com o corpo erecto, gerar uma contracção de modo a exibir e demarcar os músculos dos glúteos, posteriores das coxas e gémeos. É estritamente proibido puxar a tanga de competição para cima a fim de mostrar mais musculatura dos glúteos.

Tríceps de Lado ou Tríceps de Um dos Lados: O atleta pode escolher qual o lado para esta pose, de modo a mostrar o seu melhor braço, mais especificamente o trícep, que é o principal músculo avaliado nesta pose. O atleta irá contrair o trícep do lado escolhido e exercer pressão conta o braço oposto, que além de servir como contrapeso e apoio para a contracção, ainda tem a função de segurar e manter o braço atrás do corpo, seja utilizando um enlace nos dedos ou segurando no pulso. A perna do lado oposto deve ser flectida pelo joelho, fazendo pressão sobre os dedos dos pés, com o objectivo de criar contracção nos músculos posteriores das coxas. Da mesma forma deve, também, tentar contrair e evidenciar o peito, os músculos abdominais, os músculos laterais das pernas e os gémeos.

Abdominais e pernas: Em pé, de frente para os juízes, o atleta colocará ambos os braços atrás da cabeça (obrigatoriamente) e uma perna para a frente, ou manter as pernas e os pés em linha, até 15 cm de distância (opcional). Ele deve, então, contrair os músculos abdominais de forma a projectar o tronco para a frente. Ao mesmo tempo, ele terá de contrair, da forma mais eficaz, os músculos das pernas a fim de mostrar os quadríceps, as partes internas das coxas e os gémeos.